quinta-feira, 12 de outubro de 2017

-GINTI / -GINTA dos numerais latinos

O -GINTI / -GINTA dos numerais latinos viginti, triginta, qudraginta, quinquaginta, sexaginta, septuaginta, etc. é proveniente de uma forma dual do indo-europeu de um tema antigo que significava 'dezena'. -GINTA é a forma neutra plural que ocorre nas demais dezenas.

Viginti, portanto, significa VI = DUAS mais GINTI = DEZENA, duas dezenas. Donde proveio o nosso VINTE.

Paulo Barbosa

terça-feira, 19 de setembro de 2017

DATIVO COM ADJETIVOS

Os adjetivos latinos que significam hostilidade, vantagem, semelhança, utilidade, vizinhança, igualdade, agrado, bondade, etc. e seus contrários pedem como complemento um nome no dativo:

utilis, inutilis, opportunus, salutaris, fructuosus, felix, gratus, ingratus, amicus, inimicus, intimus, secundus, familiaris, similis, dissimilis, ignotus, vicinus, finitimi, propinqus, proximus, obvius, par, impar, dispar, aptus, idoneus, alienus, etc.

proximique sunt Germanis - são os mais próximos dos germanos (César, B.G. I,1)

dat negotium Senonibus reliquisque Gallis qui finitimi Belgis erant - dá o encargo aos Senões e aos restantes gauleses, que eram vizinhos dos Belgas.

Paulo Barbosa

SOBRE SUBORDINADAS ADJETIVAS LATINAS

Oração subordinada adjetiva, como o nome indica, é aquela que expressa alguma qualidade do substantivo a que se refere.

Em latim esta subordinada é introduzida por um pronome ou advérbio relativo levando o verbo para o indicativo ou subjuntivo:

Hos ego video et de republica sententiam rogo, et quos ferro trucidari oportebat, eos nondum voce vulnero. - Eu vos vejo e peço parecer acerca da república e ainda não fulmino com a palavra aqueles que convinha fossem trucidados com o ferro. (Cícero, Cat. I,4).

Nam est innocentia affectio talis animi quae noceat nemini. - Com efeito, a inocência é uma tal qualidade do espírito que não ofende a ninguém. (Cícero, Tusc. III,16).

Erant omnino itinera duo quibus itineribus domo exire possent. - Havia dois caminhos pelos quais podiam sair da pátria. (César, B.G. I,6).

Paulo Barbosa

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

OBJETOS DIRETO E INDIRETO EM LATIM: EXISTEM?

O complemento verbal, termo integrante da oração, é o sintagma nominal que indica o ser ou a coisa que recebe a ação exercida pelo sujeito e expressa pelo verbo. É também denominado objeto. Na língua portuguesa há dois tipos de objetos, o direto e o indireto, sendo o primeiro o complemento verbal que não recebe preposição e o segundo o preposicionado. Em latim, entretanto, não pode existir tal distinção, haja vista a língua de Cícero não possuir o complemento preposicionado. Quando em latim há alguma preposição junto a um nome qualquer, esse sintagma preposicionado sempre possuirá a função de adjunto adverbial e nunca de 'objeto indireto'. 

Concluindo, os autores que denominam o caso dativo de objeto indireto incorrem em erro, pois jamais esse caso fora preposicionado no latim clássico, o que, por isso mesmo, não pode ser 'indireto'. A designação mais apropriada para o caso dativo deve ser a de complemento verbal terminativo.

Paulo Barbosa

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

ENCONTRO VOCÁLICO EM LATIM: DITONGO E HIATO

DITONGO é o grupo de dois fonemas vocálicos que são pronunciados na mesma sílaba sonora. Em latim, pode-se definir o ditongo como elemento vocálico longo que muda de timbre no decorrer de sua emissão. 

O indo-europeu possuía seis ditongos - au, ei, eu, oi, ou, ui -, porém, o latim clássico introduziu modificações conservando somente ae, au, oe, ui, sendo que, no latim arcaico encontrava-se ainda o ditongo eu. Exemplos:

1. Puellae (menina)

2. Aurum (ouro)

3. Poena (pena, castigo)

4. Huic (para este)

5. Heu (ai! ui! ah!)

A monotongação. Na fase do latim vulgar ocorreu o fenômeno da monotongação, a saber, a mudança fonética pela qual um ditongo passa a ser pronunciado como uma única vogal - vogal simples ou monotongo, ficando, então os ditongos ae e oe pronunciados e. O ditongo au foi o que mais se conservou, se monotongando com tempo entretanto, como em Claudius = Clodius.

HIATO é o grupo de duas vogais contíguas mas que são pronunciadas separadamente por pertencerem a sílabas diferentes. Exemplo:

Pu - e - lla (menina)

Paulo Barbosa.

terça-feira, 11 de abril de 2017

RETÓRICA E ORATÓRIA: A ORIGEM (I)

Image result for oratóriaORATÓRIA é a arte de pronunciar em público discursos com eloquência, discursos esses bem elaborados, deliberados, que têm por objetivos informar, influenciar, entreter e persuadir aos ouvintes, enquanto a RETÓRICA é a ciência que fornece as leis para a Oratória, sendo, pois, esta teórica e aquela a sua aplicação prática.


A ORIGEM da RETÓRICA está na Sicília, ilha italiana situada no Mar Mediterrâneo, mais precisamente em Siracusa, uma cidade desta ilha, que, por 273 anos, de 485 a.C. até 212 a.C., foi dominada por uma série de Tiranos. Quando tais mandatários despóticos começaram a ser contestados, os cidadãos livres, para reconquistar suas propriedades que tinham sido confiscadas ilegalmente no regime tirânico, começaram a promover inúmeros processos cíveis. Esta prática processual despertou em Córax e Tísias o desejo de elaborar um Tratado de Retórica onde se expunha e se explicava as regras da eloquência, a arte da persuasão mediante o discurso. Algumas de tais regras, por exemplo, eram a divisão do discurso em três partes: proêmio, centro e epílogo, e o uso da argumentação de base probabilística.

Image result for itália antiga mapa, siracusaCórax e Tísias (séc. V. a.C.) são, portanto, - caso tenham mesmo existidos -, os primeiros oradores da História, ambos naturais de Siracusa, e os primeiros mestres a ensinar a arte de falar persuasivamente para um auditório. Caso tenham existidos, pois há a corrente que nega a existência de ambos colocando-os como lendários, enquanto para outra corrente ambos são uma só pessoa. Aliás, o que hoje se sabe destes oradores e seus trabalhos é proveniente das obras de Platão, Aristóteles e Cícero.

Górgias (485 a.C. - 380 a.C.), um siracusano da cidade de Leontini, também ele grande orador e filósofo, foi enviado em 427 a.C. a Atenas como embaixador onde pronuncia um discurso que deixou aos atenienses maravilhados. Com este arroubo produzido na Grécia por sua eloquência, instala-se, então, em solo grego se consagrando ao ensino da Retórica. Instaurou inovações na arte oratória, desenvolvendo ornamentações e reestruturando alguns itens, tal como a inserção da paradoxologia no discurso, ou seja, do pensamento paradoxal, contraditório, tentando dar vigor a posições argumentativas absurdas, o que o fez ser apelidado de o Pai da Sofística. Ainda hoje se tem conhecimento de algumas obras retóricas deste siracusano, a saber, o Encômio de Helena, Epitáfio, Sobre a Não-Existência e Defesa de Palamedes, encontrando-se, entretanto, somente o primeiro, o Encômio de Helena, em sua forma integral. Enfim, o sofista Górgias é o verdadeiro pai da prosa artística na Grécia do V século a.C., acrescentando-se a ele, posteriormente, outros grandes rétores e mestres atenienses que veremos em ulterior tópico.

Paulo Barbosa

sexta-feira, 3 de março de 2017

CURSO DE LATIM ONLINE PARA TODO O BRASIL




CURSO DE LATIM ONLINE PARA TODO O BRASIL


Image result for latimOfereço curso online de latim em fluxo contínuo, constando de noções gerais de Gramática Latina - Fonética, Morfologia e Sintaxe -, Leituras de Textos Clássicos, Medievais e Modernos, Exercícios de Tradução e Composição, Compreensão e Tradução de Termos e Locuções Jurídicas, Brocardos Jurídicos, Máximas e Provérbios.

No sistema de fluxo contínuo não há data pré-fixada de início ou término, sendo o participante quem decide quando lhe parece mais conveniente começar o curso, bem como terminá-lo, segundo suas possibilidades ou necessidades assim como os horários. Este sistema permite o grau mais amplo de flexibilidade em cursos online com um único participante.

Interessados entrar em contato:

E-mail: paulotomista@yahoo.com.br

Cel.: 21 98547-9945 (whatsapp)

Paulo Barbosa